quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Amar, verbo de ligação



todo tempo é pouco
todo tempo é curto

cada minuto contigo é louco
cada minuto sem ti é furto

quem fui eu antes de tua vinda?
a mulher que te sonhou um dia

quem é essa a que chamas de linda?
a mulher só que te quer companhia

se o amor existe há de ser isso
se o amor é real parece inventado

nada maior que esse compromisso
nada melhor que te ter namorado



Para Mário.
(e que Mário, o de Andrade, não me escute)

27 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Não me parece intransitivo.

Í.ta** disse...

não mesmo.

maravilhoso!

Anônimo disse...

Re lindo lindo lindo.
bjs tesouravuropu

Maíra K. disse...

Isso é o que eu costumo chamar de PAIXÃO! xD

Nanda Botelho disse...

Gostei simples e direto. É do tipo de poema que aprecio. Eu também escrevo algumas coisinhas... rsrsr

Obrigada pela visita ao Múltiplas!

É a mesma lua em dia diferente, esta da foto foi no mês passado.

Bjs!

Assis Freitas disse...

humm,o tempo do amor é um sempre querer


beijo

Brunno Lopez disse...

Não há Mario que não queira ler, ouvir e desejar tais linhas.

Domingos Barroso disse...

é uma ligação absurdamente
maravilhosa
...



beijo carinhoso.

Ricardo Mainieri disse...

Tem um poema do Paulo Mendes Campos, chamado O princípio do Amor, que narra essa montanha-russa que toma conta de nosso coração quando o amor acontece.
Pois bem, moça, carpe diem, e continue nos trazendo sua bela poesia.

Beijão.

Ricardo Mainieri

Renata disse...

Oi Xará,
que delícia!
Digerir seu poema e ficar com esse gostinho suave e doce.
E o melhor de tudo: não engorda!rs
Bom final de semana!

Cris de Souza disse...

Sonoro...

Beijo!

Analuz disse...

O tempo do amor é pouco...
quem tenta eternizar,
é louco...

Beijinho encantado!

Dani disse...

Neste dia frio e chuvoso, ler seus versos fez brilhar um sol em mim.
Como sempre, uma delícia de lira!
Beijos saudosos, amiga.
Dani

Nadine Granad disse...

Sempre poemas deliciosos de ler!!!

Sonoro[2]


Beijos =***

Diana Costa disse...

Tô ligada pelo verbo da poesia linda!
=)

Ronan Lobo disse...

Lindo! Tava ouvindo música, tive que desligar.Todo ruido é nada perto da tua escrita.

MIRZE disse...

Lindo, Renata!

Verbo transitivo direto e urgente onde apenas dois tem o poder.

Sei que tens!

Eu também te amo.

Beijos

Mirze

Aline Barra disse...

Puro verbo de ligação, Renata. Bela [re]leitura!!!

Abraços!

Desengavetados disse...

Genial e ao mesmo tempo lírico.
Lindo! Volto aqui pra restabelecer tb o meu verbo de ligação com o Doce de Lira! Saudades...
De volta a ativa.
Bjos!

Andréa de Azevedo.

Cria disse...

Sempre bom estar aqui e te ler ! Meu carinho e o desejo de uma semana feliz.

Thalita Souza disse...

Que tempo doce,o do amor.

O Gato & a Rosa disse...

Oi Renata,

Conheci seu blog no Térturia,quero te convidar para uma visitinha :http://ogatoarosa.blogspot.com/.
Tem um monte de poemas(con)sagrados e uma conversa interminável entre um gato e uma rosa!
Basicamente é isso.
Leia,comente e divulgue para que seus amigos sejam" nossos".Se curtir,claro.

abraço

O Gato e a Rosa( e uma mineira perdida em Santa Catarina, por trás desses dois)

Elisa T. Campos disse...

Que linda ligação de amor.
Quero que Mário escute.

beijos.

Talita Prates disse...

tão bom quando os verbos podem "transar"...

adorei, Rê!

Aposto que o outro Mário te perdoa...

Beijo!

Tatá.

Mauro Lúcio de Paula disse...

Que poesia linda! O seu blogue não é só doçura não, é paixão, e que paixão! que ela não só dure, mas perdure para sempre. Parabéns, mulher apaixonada.

Rafaela Figueiredo disse...

que lindeza sincera!
vou copiar para um certo alguém - posso? =)

beijo

Renata de Aragão Lopes disse...

Obrigada a todos os leitores!

Rafinha,
os doces de lira
estão aqui, à disposição.
Lambuze-se! : )

Beijos.