sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Superego



Eu não sei se te conheço,
se nem tu sabes quem és.
Finges desde o começo
ou somente sob stress?
Quanto de ti é verdade:
pouco, muito pouco ou nada?
Pois sei que vives à sombra
de uma luz imaginada.

Quem te vê não te conhece,
quem te ama ama a ninguém.
Escolheste viver em drama:
o mal a encobrir o bem.
Por trás dessa fantasia,
quem é aquele que sonha:
quem a veste de ironia
ou a despe de vergonha?


A Padre Amaro, de Eça de Queirós.

15 comentários:

Ives disse...

Olá, linda poesia Srta, estou p ler ese livro! abraços

Fabrício Franco disse...

Renata,

Fazer um comentário sobre um livro de maneira poética (rimada, veja só!) é um trabalho admirável. Nunca fui muito fã desta obra de Eça, mas agora, fiquei até tentado a relê-la.

Abraço!

Nadine Granad disse...

Uau!... Que síntese poética!!!


Beijos =)

Albuq disse...

Linda poesia!

Assis Freitas disse...

belo, belo


beijo

Solange Maia disse...

só você mesmo Renata....
simplesmente genial !!!!
incrível, me surpreendo sempre com sua limpidez... com as palavras ritmadas e limpas...
uau !!!

Adriana Godoy disse...

Beleza, Renata. Vc sube captar poeticamenente esse drama humano. Beijo

Ser em construção disse...

Das redundâncias:poesia sempre acalenta a alma. Só pra constar rs.
beijos.
inté...

RICARDO disse...

Genial!

Mauro Lúcio de Paula disse...

A análise em forma de versos é fenomenal na forma e interessante no contéudo. Eça nessa obra enterra o romantismo-naturalista e inaugura na literatura portuguesa o romantismo-realista e chocou a sociedade da época com sua denúncia da hipocrisia social e religiosa. Muito belo!

MIRZE disse...

LINDO. Renata!

Esse foi o primeiro livro sério que li, escondido das freiras. Depois o castigo foi grande. Recentemente vi o filme e só então percebi que elas tinham razão. Mas eu, não.
Você descreve lindamente o crime do Pe. Amaro.

Parabéns!

Beijos

Mirze

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!

E com imenso prazer que visito seu blog.Sou uma pessoa que ama ler tudo que há de bom.Fico feliz quando encontro pessoas como você.
Grande abraço
se cuida

Solange Maia disse...

gosto tanto desse seu novo formato (embora tenha o mesmo ritmo)... que venho vezes e vezes beber dessa água limpida....

beijo Renata poderosa...rs...
carinhoso...

Suellen Sá disse...

Ah, quantas belas poesias! Te convido a visitar o meu blog que ainda não é feito de belos versos assim, mas tento um sorriso ali ou aqui...
Ele ainda está tomando forma, então peço sua paciência, mas meu endereço é www.qvivais.com.br.
Um abraço!

mfc disse...

O Eça ousou criticar a moral prevalecente (ainda hoje) há mais de 100 anos!