domingo, 10 de janeiro de 2010

Confissão aos homens



toda mulher
traz uma sombra no olhar
------------------------------- não de maquiagem -
e carrega um peso nos ombros
------------------------------- sem qualquer bagagem -

toda mulher
parece estar nua
------------------------------- mesmo vestida -
e se faz conhecer aos outros
------------------------------- sempre escondida -

toda mulher
se encara no espelho
------------------------------- aos por quês -
e se sente verdadeiramente só
------------------------------- apesar de vocês -



62 comentários:

Mahria disse...

Quantas vezes nos sentimos sozinhas, com um deles bem do lado...

Bjs
Mah

BAR DO BARDO disse...

toda mulher
parece estar nua
mesmo vestida -

e se faz conhecer aos outros
sempre escondida -



ei, isso é bastante (re)velador
gostei
beijo

Natalya Nunes disse...

Vc consegue ser doce até quando fala das coisas mais amargas...

Carla disse...

Encantador...e verdadeiro.
Beijos e feliz 2010!!

Mone Laudelino disse...

Simplesmente ma-ra-vi-lho-so....
Adorei...
Bjinhos...
Mone.

Bebel disse...

É Renata, é bem isso mesmo...
Como já cantou Cazuza: Solidão a dois de dia, faz calor depois faz frio.
Lindo poema.
Beijos

Tiago Moralles disse...

Tô até com medo de abrir a boca.

marjoriebier disse...

Lembrei de Martha Medeiros

"De mim que tanto sabem
quero que saibam que eu não sei"

Beijo, querida.

Boa semana

Marcelo Novaes disse...

Renata,




Como somos sozinhos... Ninguém (quase) enxerga as sutilezas emocionais e conceituais de quem está ao lado: ao alcance da mão, ou do beijo.






Um beijo, amiga.










Marcelo.

Lara Amaral disse...

Lindo, perfeito!

Assino embaixo.

Quanta sensibilidade, amiga!

Beijos, boa semana!
=)

guru martins disse...

...mas é assim
que tem que ser
pra ser bom
se não ela
se sentiria
onipotente
e nenhum homem
a aguentaria...

bj

Estefani disse...

Que, finalmente, eles entendam que mesmo se às vezes nos esforçamos, não somos, nem deveremos ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

Beijo!

Elcio disse...

Tão belo qto triste
na mesma medida
como deve ser
qdo se fala
de uma
mulher

É isso aí...adorei
Bjs e otima semana.

Tania Girl disse...

Oiiii
adorei!!
to seguindo ....
bjus

Liza Santana disse...

Renata! Há quanto tempo não venho aqui. Estava até com saudades do seu blog.
Nós mulheres somos guerreiras, somos fortes, mas também somos sensíveis, somos doces. Enfim, somos mulheres.
Um ótimo ano para você. Um ótimo ano para nós mulheres! :D

Bjo

Eduardo Matzembacher Frizzo disse...

A solidão não é um estado de espírito. A solidão é um estado do corpo. Nenhuma roupa esconde aquilo que o olhar denuncia. E nessa denúncia, o que se enxerga é a angústia de ser um sendo vários ao mesmo tempo. Da mulher, espelho defronte espelho, pouco sei. Mas sei que o esconderijo dos desejos se encontra no porão de toda e qualquer palavra. É disso que se faz a paixão. E é de paixão que se fazem suas letras. E sim, voltei à ativa. Um abraço, Eduardo. P.S.: dê uma olhada no último texto do INSUFILME (http://insufilme.blogspot.com/)

Vital disse...

poucas palavras
muitos dizeres.

Lai Paiva disse...

Nooossa Renata, perfeito. Um dos teus poemas que mais me chamou atenção. Achei impecável, muito bem construído. Adorei! Bjs querida.

costacarvalho disse...

Há muito no mundo que não é para ser decifrado, mas apenas sentido e aceito em nós mesmos. Sentimento não é razão. É o caso de suas palavras tão femininas e tão lindas, que não permitem termo a qualquer racionalidade.
A despeito de meu enorme atraso, muito lhe agradeço a visita.

VFS disse...

belo, mas triste.

às vezes, a solidão é opção.
assim como o conviver.

beijos

Barbara C disse...

Mulher ser magnifico ,carrega tanto peso ,mulher é guerreira.

Escreveu bem !

beijos

Ariane Rodrigues disse...

Lindíssimo Renata! A cada vez, estou mais impressionada com a tua forma de lidar com as palavras e com os sentimentos também! Bjos!

Nathi disse...

Com toda a certeza!

Adorei!

Beijocas ;*

Carol Mioni disse...

Olha eu ali no poema dela!

Muito bom e verdadeiro! Beijooo

Leandro Jardim disse...

me parece que é isso mesmo, bonito =]

Fabi Paranhos disse...

Fala mineirinha!
Obrigado por tua visita no meu blog!

"Toda mulher se encara no espelho aos por quês!"

Sabe que morei numa casa durante um ano sem ter espelho? Digo, espelho no banheiro, no quarto, desses grandes, sabe?

Foi uma tortura, mas viver sem espelhos foi uma experiência incrível, de auto-conhecimento e aceitação!

Beijo.

Daniel disse...

solidão acompanhada,
não é exclusividade feminina
todos na mesma toada
em busca de uma vacina.

adorei o poema, como sempre...

Ianê Mello disse...

Belo poema, repleto em lirismo.

Solidão a dois é a pior solidão que há.
Nós, mulheres, compreendemos bem o que é isso.

Quero convidá-la pra conhecer os dois blogs que criei.

Um só de vídeos-poemas de minha autoria e outros tipos de vídeos.

O outro de pensamentos,reflexões, poemetos, versos, sempre aliados à imagens.

Aguardo sua visita e adesão.

Um beijo.

J.F. de Souza disse...

1... bonito. =)

=*

Nydia Bonetti disse...

Acho que não, não é privilégio nosso, a insegurança e a solidão, Renata. Nós apenas confessamos, eles não. :)

beijooo

Talita Prates disse...

Eu adorei, Re!

Tem muito a ver com o artigo que li ainda hoje, sobre "O enigma do desejo feminino", tema muito estudado na psicanálise.

Quem sabe um dia, se eu for escrever mesmo minha tese de mestrado sobre o Feminino, não me utilize dele?! Mas aí eu peço autorização antes, tá? rsrs

Bjo grande, querida.

:)

PS: tem novidades?

Wagner Lopes disse...

Só as mulheres sabem ser doce e amarga ao menos tempo :)

Concha disse...

Muito verdadeiro,e, para variar mais um lindo poema!
:)

marinaCavalcante disse...

Bonitas linhas, como sempre.

Desejamos, mesmo, muito mais
e, consequentemente, nos insatisfazemos mais facilmente.

Mas, creio que há homens
que também assim são,
como também existem mulheres
que não condizem com tais linhas.

À quase toda regra, talvez
uma bonita exceção.

=]

Abraços!

A Moni. disse...

Toda mulher, é,
no mínimo, maior!


Doces leituras sempre, Rê...
Desculpa a ausência... Vida louca por aqui!

Beijo grande!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

tua poesia vai de certo com o que há, sombras e nudez
abraços

Graça Pires disse...

Como se alguém pudesse entender as mulheres...
Gosto do jeito que você escreve.
Um beijo.

Tomaz disse...

Esta nudez sombreada diante do espelho é um tanto encantadora,digo isso sem nenhum peso nos ombros ;)

Estou te seguindo, e te linkei no meu blog, ok ?

beijão.

Thalita Souza disse...

Ual ,me encantei pelas palavras .A maneira que elas transmitem ,a firmeza, dando sentido total aos versos.
Todas nós mulheres temos nossos segredos,

toda mulher
traz uma sombra no olhar
não de maquiagem -
e carrega um peso nos ombros
sem qualquer bagagem -

Incrívelmente belo!

Juliana. disse...

Realmente, as vezes nos sentimos só, mesmo com alguém bem do nosso lado, com uma verdade nos olhos e uma doce expressão..

Belas palavras e como são!!

BJos Renata, demorei demais vir aqui, mais voltei..(rs)

Bjos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Renata! Passando para agradecer a tua visita e o teu comentário. Tens um espaço muito bonito e muito bem ilustrado. Adorei a Confissão aos homens, principalmente a revelação do segredo, conforme o amigo do Bar do Bardo falou.

Beijos,

Furtado.

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Não é preciso estar só para se sentir sozinho.

Aqui tudo é lindo!

Vanessa Souza Moraes disse...

Belíssimo!

Posso usar no meu blog? Com os devidos créditos, claro, e link do seu blog.

Renata de Aragão Lopes disse...

Não sabem
da minha felicidade
ao ler cada um dos comentários...

Muito obrigada a todos
os que visitam o doce de lira
e apreciam a minha poesia! : )

Beijos.

Gerana Damulakis disse...

Renata: sua destreza, seu domínio das palavras é especial mesmo.

REGINA disse...

RENATA, QUE PRAZER CONHECÊ-LA ON-LINE. SEU BLOG É LIDÍSSIMO, E O QUE VOCÊ ESCREVE....ALENTO PARA A ALMA QUE SE SENTE SOZINHA. JÁ ESTOU SEGUINDO SEU BLOG. SIGA O MEU TAMBÉM.
ABRAÇOS PERFUMADOS
REGINA

Paulo Genz disse...

ah ,nos tambem nos sentimos sós , lido tudo que escreve . parabens .esto te seguindo

Vanessa Souza Moraes disse...

Usarei amanhã! Vou colocar o link do seu blog.
Beijo e obrigada.

Erica Vittorazzi disse...

Sim. E quem irá nos entender???

Marcos Satoru Kawanami disse...

boas rimas.

Eraldo Paulino disse...

Muito Bom!

Por eu ser amante de salgados e eterno crítico de doces - que logo emjoam, penso que eu tenha certo respaldo pra dizer que adorei o Doce de lira.

Bjs que apesar de doces não enjoam!

Tiago Medina disse...

Às vezes não só elas...

Vitinhobinho disse...

Bom dia. Adorei o Blog e sua forma de se expressar. Da uma passada no meu blog e comenta la http://vitinhobinho.blogspot.com/

Sabrina Davanzo disse...

Verdade, Renata! Somos assim mesmo. Sós, apesar de todos.

Beijos!

Sabrina

Juliana Lira disse...

E não é bem assim? Essa sombra no olhar, esse peso nos ombros, esses sentimentos tantos e quantos...
E a solidão, tão devastadora...

Milhões de beijos

Ricardo Mainieri disse...

A mulher é como a lua. Tem momentos em que brilha, noutros se esconde.
Tem um poema lindo da Bruna Lombardi que diz mais ou menos assim:"o homem que descobrir uma mulher/será o primeiro a ver a cor da aurora"
Que as mulheres sigam misteriosas, para serem descobertas/degustadas pouco a pouco...

Beijão.

Ricardo Mainieri

Fatima Cristina disse...

Renata!
Que lindo isso!
E tao verdadeiro também.
Parabéns!
Beijos,
Fatima

Felipe A. Carriço disse...

Um tapa na cara com luvas de seda.

Lindo poema!

Eclética disse...

Gostei muito!!! Parabéns pelo blog. :)

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito obrigada a todos
pela visita e comentário!

Beijos.

C.G. disse...

MARAVILHOSO!

marcelo grejio cajui disse...

muito boa. você tem uma afinidade incomum com as palavras.

gostei bastante.