sexta-feira, 22 de maio de 2009

Mero mortal



Ele

não vem
do diploma,

nem do juramento
de Hipócrates, do CRM,
do estetoscópio ou do bisturi.

É quem, no paciente, vê-se diante de si.

Aquele que examina e conforta.
E suporta a lágrima alheia
só pelo hábito do ofício.

Antes da carreira,
um sacrifício:

cuidar.




Homenagem aos competentes e atenciosos médicos que tanto nos auxiliaram no decorrer da semana:

- Dr. Cláudio C. Vieira Marques, meu querido e eterno pediatra, consultor de todas as horas.

- Dra. Elimar Jacob Salzer Rodrigues, psiquiatra, mestra e professora da UFJF.
(http://www.unimedjf.com.br/noticias_detalhe.aspx?id_conteudo=551&id_area=7&id_categoria=86)

- Dr. Antônio Gabriel Ribeiro Costa, oftalmologista.
(http://www.hojf.com.br/)


- Dr. Carlos Augusto de Albuquerque Damasceno, excelente neurologista.


19 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Lamentável que haja uma minoria...

Talita Prates disse...

Sim, minoria, Renata! Mas eles existem...
Lembrei-me do meu diretor no Ambulatório de Saúde Mental onde atuo. Ele é um desses, e hoje é meu amigo! Então, há esperança... rs
Bjão!
Paz.

tania não desista disse...

homenagem escrita... com as cores do coração ,renata .LINDa!
devem ser seres humanos especias!
bjo
tanianaodesista

Anônimo disse...

Estimada Renata.
É surpreendente que entre tantas questões, você, mais do que outros, tenha a generosidade de lembrar-se de homenagear.
Fico-lhe muito grata. Em todas as épocas essa atitude é terna, e preciosa para o coração de quem a recebe, refletindo a nobreza da sua personalidade.
Felicidade e plenitude, para você e os seus, Elimar.

Adriana Godoy disse...

que delicadeza e sensibilidade. Ainda bem que alguns são assim. Melhoras a quem deles precisou. beijo.

marcia szajnbok disse...

renata, em nome de todos os colegas apaixonados pela profissão, agradeço!
beijo

Renata de Aragão Lopes disse...

Talita e Tânia, que esses médicos especiais se multipliquem - cedo, ainda na faculdade, pois, em essência, a meu ver, trata-se de se ter, ou não, a vocação para o exercício da medicina.

Adriana, obrigada por estimar melhoras a meu familiar tão querido.

Dra. Elimar, a homenagem é merecida! Obrigada, uma vez mais, por nos socorrer nos mais distintos e difíceis momentos.

Dr. Antônio Gabriel, obrigada pelo retorno via e-mail e, novamente, pela atenção e carinho com que nos tratou.

malvina mathias disse...

Renata, você é uma pessoa que eu admiro muito
inteligente,culta,delicada,sensível mas fico feliz porque alguma coisa nós temos em comum
amamos o mesmo valete e somos bravas; mas antes de tudo boas
um beijão
Malvina

Renata de Aragão Lopes disse...

Quanto carinho, Malvina...
E o melhor de tudo é sabê-lo sincero e recíproco!
Beijão pra você.

Compulsão Diária disse...

Um lindo blavino pra quem merece todas as homenagens e melhoras pra quem isnpirou os médicos e o poema.

Tião Martins disse...

Renata, tb tenho a sorte de contar com médicos que acabaram se tornando amigos. Sua homenagem é mais que merecida, pois essa profissão quando exercida por pessoas realmente vocacionadas é de uma beleza fundamental.

Beijos!

Marcus disse...

Não é raro encontrar blogs interessantes, raros são aqueles que nos prendem e nos cercam com belas palavras...

gostei muito daqui!

volatrei mais vezes

bjs meus

Renata de Aragão Lopes disse...

Obrigada, Beatriz! Suas orações, certamente, têm colaborado!

Que bom, Tião, que você também tem, por perto, médicos brilhantes e amigos.

Obrigada, Marcus, pela gentileza de suas palavras! Retorne mesmo!

Beijo a todos.

Caio Rudá disse...

Aqui também um blavino. E um dos melhores que já li, sim.

Achei interessante o aspecto tocado no poema. Há médicos profissionais, os que têm os diplomas. Mas o verdadeiro médico o é em essência. O diploma é apenas mais um item que se conquista após todo o aprendizado.

Renata de Aragão Lopes disse...

Márcia, apenas hoje, ao procurar o comentário de uma leitora sobre o poema "Medos", deparei-me com este seu tão antigo! Tilt do blog - só pode ser! (risos) Que bom que é apaixonada por sua profissão! Isso é fundamental... Grande abraço.

Caio, obrigada pelo elogio! E volte sempre. Beijo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Este poema foi utilizado pela Unimed de Juiz de Fora/MG no hot site de um evento promovido ontem na cidade.

Fiquei muito honrada! : )

bordadosdemim disse...

Belo poema, merecida homenagem!

Beijos e parabéns!!!

Ariadna Garibaldi

Elaine Barnes disse...

Nossa, emocionante! Colocar fora o diploma, a humanidade, a vocação e o dom manifestado com amorosidade em primeiro lugar. Parabéns. bjs

zuleid disse...

Olá Renata!
Que lindo! Você disse em poucas e escolhidas palavras o que muitas vezes não conseguimos deixar escapar e nos tranca a garganta...
Que difícil encara o olhar da mãe que nos suplica por uma resposta que não temos...Que dor só ter um abraço pra dar ao garoto que perde a mãe...Mas que alegria receber o sorriso de quem chegou com lágrimas.
MUITO OBRIGADA pelo carinho em forma de poesia e pela visita ao "simplesassim"!
Venha sempre!
Beijos!