quinta-feira, 16 de julho de 2009

Minudências



Os dias se sucedem
sem que os lábios sequem...
Você me bebe
e eu lhe bebo
no desassossego
dos pequenos goles.
Em lentidão,
você me percebe
e me descobre,
eu lhe percebo
e lhe descubro
na vastidão
de cada detalhe.
Sei que busca
da minha alma
o talhe;
sabe que busco
da sua,
o matiz.
Você me beija
e eu lhe beijo
dando a diretriz.
E criamos elos
entre o que há de gestos
e o que se diz.
As verdades vêm
em medidas.
Não vive o amor
das minudências sentidas?


Escrito em 2007.
Obteve, em 2008, o 3º lugar geral
na 2ª edição do Concurso Internacionalizando o Jovem Escritor.
Debatido no Estúdio de Criação Poética em junho de 2009.

25 comentários:

Canduxa disse...

Renata,

Lindo o seu poema.
Romântico, com cumplicidade e muito espiritual.
Senti aqui um pouco do corpo, da mente e do espírito.
É assim que se encontra o equilíbrio.
Parabéns!

Beijinhos com muita luz

Talita Prates disse...

Tão lindooo!
Bjos, Re! :)

bemviver disse...

Olá querida, muito bom esse poema, é um belo amor.
Meu carinho BJS.

'Ariane .( lla Belle )' disse...

Muitoooo lindo seu poeeemaaa!!!

Beijos

Parabens

tania não desista disse...

lindo renata!
há diferenças,paupáveis,no amor
"advinhado" "fingido" "imaginado".
..o amor sentido na alma é assim...
atado pelos sentimentos!
belo poema amoroso! bjos
taniamariza

Úrsula Avner disse...

Oi Renata, bonito e reflexivo texto que nos leva a pensar na grandeza e complexidade do amor. Bj.

Carmen Martinez disse...

é certo que sim.

Nydia Bonetti disse...

Tua poesia é mesmo muito especial, Renata. Esta, me passou uma sensação de equilibrio, da poeta e da poesia, coisa rara de se ver. :)) Verdades em medidas.
beijo

SAM disse...

Lindo Renata! O amor vive sim de "minudências sentidas" numa enormidade de sentimentos grandiosos.


Bom fim de semana! Beijos

Daniela Filipini disse...

Que lindo, eu adorei o final :)
Digno do que obteve ^^

Katrina disse...

amor em detalhes

Eloisa disse...

Que bonito poema e parabens pelas premiacoes!

:**

Rita disse...

Olá, Renata!

Adorei sua passagem poética pelo meu blog assim como o convite para vir conhecer esse lindo espaço de versos.

Ainda não li tudo, mas já sei que vou adorar conhecer melhor sua arte só por ter lido "Minudências".

É um poema maravilhoso, meus parabéns!

Estou seguingo seu blog assim ficamos mais pertinho ok? :)

Um beijo, querida!

Sonia Regly disse...

Vim agradecer a sua visitinha lá no Compartilhando as Letras. Me senti muito honrada e feliz, volte outras vezes. Para me manter calma e tranquila, entrego todos os meus problemas nas mãos de Deus e descanso,confio!!! Ele sempre faz o melhor por nós.Beijão

Shlomit Or * Luciana Gama disse...

Ola Renata,

Ficamos muito felizes com a sua visita no "photoliteratura"...o site eh novo, a proposta bem focada em fotografia e literatura e ...vc foi nosso primeiro aparecimento publico!!!!!!
isso quer dizer que teremos sorte e longa vida!!!!!!

abracos da equipe do Photoliteratura!

:)

Renata de Aragão Lopes disse...

Canduxa, Talita, Bem viver, Ariane, Úrsula, Carmen, Sam, Daniela, Katrina e Eloisa, que bom que gostaram do poema! Obrigada por tão doces palavras!

Tânia, gostei de vê-la assinando Tânia Mariza! Há tempos gostaria de lhe perguntar o porquê do "não desista". : )

Nydia, fiquei lisonjeada com seu comentário! Deu-me uma vontade enorme de prosseguir...

Rita, obrigada por se cadastrar seguidora! Espero que acompanhe, realmente, o doce de lira!

Voltarei, Sônia! Inclusive para aprender um pouquinho dessa resignação...

Luciana, que prazer haver inaugurado seu espaço, ao comentar uma fotografia de Clarice Lispector em traje de banho! Muita sorte e felicidade no projeto! Acompanharei suas postagens.

Um beijo a todos vocês!

Déia disse...

Lindo! O delicioso é o pouco a pouco... é conhecer tudo que podemos, beeem devagar... no dia a dia.. nas sensações...
Ótimo final de semana!
bjs

Tiago Medina disse...

Que bonito =)

VFS disse...

sim. vive!

principalmente pelas palavras que nos preenchem.

como estas!

bjs

(P.S. - sempre alcançavel!)

Ava disse...

Renata, costumo dizer que aqui na blogosfera, vez por outra "bateamos" verdadeiras pedras raras...

Me deparar com seu blog e suas poesias, para mim, é isso... Uma "bateada" de sucesso...rs

Minudências é admirável!

Beijos!

BAR DO BARDO disse...

Rê,

haja água e sal...

mar revolto...

Adriana Godoy disse...

Que delícia...coisa mais bela. adorei. beijo.

Marcelo Novaes disse...

Renata,



Você me bebe
e eu lhe bebo
no desassossego
dos pequenos goles.
Em lentidão,
você me percebe
e me descobre,
eu lhe percebo
e lhe descubro
na vastidão
de cada detalhe.




Muito bom!




Beijos,







Marcelo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Déia, Tiago, Vicente, Adriana e Marcelo, fico muito satisfeita por haverem apreciado o poema!

Ava, que o doce de lira lhe seja, a cada postagem, uma nova e feliz descoberta! Obrigada por suas palavras!

Henrique, seja muitíssimo bem-vindo! Há tempos acompanho e aprecio os seus comentários em outros blogs.

Grande abraço a todos!

Anônimo disse...

Renatinha... há muito não visitava sua página... e hoje ganho esse presente. Como pode Meu Deus!!!! tanta profundidade! Como pode Meu deus!!!! tanta sensibilidade! Como pode Renatinha... descrever tão lindamente o amor!!! Como pode Renatinha... me fazer rir e me fazer chorar!!! Não me canso de ler... Minudências. Fantástico garota! Sandrinha Prr2