sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Defronte



E quem é você
para oferecer
conselho?
A ironia
de todo dia
diante do espelho.

Alguém
que já viveu além
do esperado?
O sarcasmo
em pleonasmo
disfarçado.

Ninguém lhe disse
ser tolice
o que pensa?
O desafio
em feitio
de ofensa.

Decerto que não
- respondi secamente -
que não sou de sermão,
mas de ser confidente.


De uma amiga confidente para uma amiga de Conselheiro.

41 comentários:

Domingos Barroso disse...

Há em tua alma
vasta planície filosófica
que aos versos se estreita
e vai nos remoendo o íntimo.
Estreita-se (diga-se de passagem)
para mais intensos e profundos
o toque
e o beliscão.

Carinhoso beijo.

Daniela Delias disse...

Desafio para os sentidos...lindo poema! Bjos!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Belo e musical... ;) Adorei!!! :)

Solange disse...

um jogo de palavras que quem ganha somos nós..
bjs.Sol

Maria Tereza disse...

Incrível teu traquejo com as palavras e as verdades contidas nelas! A-DO-RO!! =*

Adriana Godoy disse...

Perfeita simbiose. A confidente e a conselheira. muita criativa, Renata. beijo

Tiago Moralles disse...

Espelho espelho seu.

Zélia Guardiano disse...

Lindo, lindo, lindo!
Não tenho outro jeito de dizer, querida Renata...
Grande abraço!!!

Eder Asa disse...

Reflexos e reflexões =)
Quando palavras refletem a alma...

Lindo seu espelho HAHA'

Ósculos de sol!

Eder Asa disse...

Reflexos e reflexões =)
Quando palavras refletem a alma...

Lindo seu espelho HAHA'

Ósculos de sol!

Albuq disse...

teus versos sempre me deixam a refletir....

adorei!

Hanukká disse...

Deus de promessas,
Deus que cumpre promessas
Deus de misericórdia


Olá vim desejar um fim de semana de paz
no amor e aos cuidados do

Deus que perdoa
que se compadece dos sofridos
abençoa-nos
com paz, consolo e vitória
Acrescenta nossa fé
faz-nos herdeiros de tuas riquezas
filhos de tua bondade
abraça-nos como filhos pródigos
arrependidos
Sê conosco,
obrigada por Teu cordeiro
por Tuas providências
te amamos Senhor
não pelo que dás, mas pelo que És,
por tudo em nome de Jesus amém.

Adriana Karnal disse...

Renata,
as amigas são o nosso espelho...belo poema, e sincero.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Renata
Simples assim. Nada de sermão.
Bjux

Riva disse...

Uma bela confidência. És arteira com as palavras. Meu carinho.

Lara Amaral disse...

E confissões em forma de poesia, então... Há melhor conselho do que aquele que deixa ambiguidades para interpretar o coração?

Beijo, flor.

Mirze Souza disse...

RENATA!

Não poderia ser melhor e mais perfeito.

Quando venho aqui, sei que verei a beleza. Esse espelho confessional vale ouro!

Beijos, poeta!

Mirze

Raquel de Carvalho disse...

Coisas de amigas... muito lindooo!
Adorei!!!
Beijossss

Pérola Anjos disse...

E neste diálogo existencialista entre tu e tu mesma, o reflexo é uma belíssima poesia!

A filosofia dando corda...

Beijos, flor!

Lucão disse...

que confronto legal consigo msm.
o mais difícil dos confrontos.
:)
ótimo, Renata.

bessos

Tatá R. da S. disse...

E com o espelho é essa batalha.
Muito bom.
=*

Lilá(s) disse...

Perfeito! lindo jogo de palavras!
Bjs

Maria Paula Alvim disse...

Confidências entre amigas... Muito bom o poema, Renata. Bjão

M. disse...

Quem somos nós: Eis a questão.

Cria disse...

Belo, como sempre fazes, poeta ! Beijo e o desejo de um domingo feliz.

Moni. disse...

Rê!
Saudades daqui e desses teus versos...
Aqui rondam entre espelhos e bolas de cristais!

Amei, querida!

Beijos e ótima semana!

Erica Ferro disse...

Tua poesia é simples e precisa. Gosto muito.
Sou de sermão e de confissão.

Beijo,

A mosca da sopa, rs.

lis disse...

Que lindo o seu blog Renata
e poemas encantadores !
vou segui-la e ficar por aqui deliciando-me rsrs

abraços

RICARDO disse...

"Versos,conselhos,
reflexos e ironia,
traduzindo os espelhos
nossos de cada dia"

Renata
Seus poemas espelham cristalina(mente)os reflexos do seu talento.

Beijo.
Ricardo

Barbara C disse...

Rê seus poemas são tão fofinhos, sabia?

Adoro estar aqui, pena que me falta tempo.


beijos

Maria Andrade disse...

lirismo reflexo.

contagotas disse...

Mais um doce de... Renata!
Excelente o jogo de palavras que se criou entre estas duas amigas: a que fala e a que escuta.

Beijos querida Renata
MariaIvone

contagotas disse...

A dualidade do ser humano em conversas interiores.
Excelente monólogo!

Beijos, querida Renata
MariaIvone

Edu disse...

Eterna dúvida que reflete em nossa alma! hahaha

Mto bom!

Úrsula Avner disse...

Oi Renata,

é com esmero, sensibilidade e perspicácia linguística que você tece cada verso e encanta... Bj.

Úrsula

André Salviano disse...

"A ironia de todo dia diante do espelho."

Só esses versos valem pelo poema inteiro. Gostei do jogo de palavras e sentidos. E da imagem casando com a chave de ouro.

besos,
@paraquenomes

Márcio Ahimsa disse...

confesso agora
que à tona do entardecer
resguardo os predicados,
recolho as paráfrases
para ver numa reticência
aonde é que esse cansaço
vai dar...

Beijo, Renata.

Belo poemar.

Flor de Lys disse...

Olha a conversa de Narciso no gênero feminino!

Criatividade!

Álly. ;*

Rob Novak disse...

Muito bom! Quem é irônico e sarcástico sempre acaba desafiando o ordinário, e por isso conquista o mérito da confidência.

Abraço!

Jéssica V. Amâncio disse...

às vezes pensamos que somos a imagem refletida no espelho, às vezes fingimos ser.

Marcelo Novaes disse...

Renata,



De fato, não se gosta de conselhos.


Alguém que já VIU além do esperado?





Um beijo, querida.