quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Avareza



Por que pensas
tanto em dinheiro,
se sabes que,
além de bens,
nada tens
de verdadeiro?

Sequer consegues
sorrir como faço:
com o desembaraço
das mãos vazias.

Nas digitais
de teus dedos,
há cifrões.
Nas minhas,
cifras e poesias.


33 comentários:

BAR DO BARDO disse...

Essa faceta de sua poesia é didática.
Bem feita.

Felicidades, Rê!

Tatá R. da S. disse...

Singelo. *-*
Beijos.

Marinho disse...

Prefiro Cifras e Poesias a Cifrões...
Muito bom poema!
Bjo

Mila disse...

Olá Renata!
Além de uma bela poesia uma linda reflexão...
Bjs
Mila

Metamorfósico Imutável disse...

Como é bom encontrar o verdadeiro valor... Linda, vc

tonhOliveira disse...



$ui$ Generi$!

$alve-$e... $e Soubere$!

$audaçõe$!

:)

Mirze Souza disse...

Renata!!!!

Preciso desse poema! MUITO! Depois peço, porque será uma dádiva tê-lo aqui na parede como um quadro!

Muito BOM!

Beijos, poetisa!

Mirze

sidnei olivio disse...

Nesse reflexivo poema, um final brilhante. Beijos.

Adriana Karnal disse...

pois só a poesia enche os bolsos...um dia ainda vamos aprender....lindo Renata.

Moni. disse...

E o mais lindo disso tudo, Rê,
é que distribuis,
tão generosamente
essa tua riqueza conosco.

Que seja a tua vida farta de poesia, minha amiga querida!

Beijo grande!

Moni

Adriana Godoy disse...

Pois é, o negócio fica difícil...gostei! beijo

Tiago Moralles disse...

Pecados.

Sentimental ♥ disse...

ah, cifras e poesias enchem muito mais um dia...

RICARDO disse...

Prezada Renata

"A avareza não nos leva a qualquer tipo de riqueza"

Rica é a tua poesia que compartilhas com teus amigos, leitores e fãs(entre os quais me incluo)

Beijo

Flá Perez (BláBlá) disse...

eu tm sou uma dura rsrsrss
mas não há o que pague a poesia, não...
bjbjbj

lis disse...

OI Renata
Como diz a música : puro vendaval é o dinheiro ,
necessário mesmo são os poetas , sem poesia como ver a beleza que o dinheiro compra?

queria postar umas fotos de uma certa gatinha rs e li um poema seu (o Belo e a fera)que achei lindo, poderia publicá-lo? e tenho postado poemas dos amigos blogueiros , se autorizasse estaria sempre enfeitando minha página com suas palavras... é sina dos poetas emprestar aos leitores sua magica com as letrinhas.rs
certamente com crédito dos autores..
parabéns pelo dom de poetar.
abraços

Lara Amaral disse...

Ah, suas digitais deixam marcas das mais bonitas! =)

Beijinho.

Sam disse...

Para uns a beleza e os valores estão nos olhos, no sorriso, na alma.

pra outros, apenas naquilo que se tem nas mãos.

Belas e reflexivas palavras.

Beijo meu!

Ju Fuzetto disse...

Em tuas mãos carregas estrelas de um abecedário de sonhos.

Bonito demais. beijo

Maria Tereza disse...

Profundo! Adorei, como sempre! =**

Lucão disse...

Rê,
gostei mto desse.
Diz tanto sobre tantas pessoas, por mais que não tenha pretensão de apontar o dedo.

Gostei por demais,
poeta!
:)

fica o beijo.

Domingos Barroso disse...

e todo borrão dos teus dedos
pintam miríades de versos
...

Beijo carinhoso.

Úrsula Avner disse...

Oi Renata,

Há um verso bíblico quer diz que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males... Muito bom o poema, especialmente o final que ficou bem criativo num jogo de palavras bem legal! Bj.

Albuq disse...

verdadeiro

Márcio Ahimsa disse...

e nos refrões
há claves de sol
nesse itinerário
de desenhar
saída com
o inusitado...

Beijo Renata, bom fim de semana.

Palavrácido disse...

Gostei profundamente do que disseste na poesia, quanto amor nas palavras! porque muita gente considera o dinheiro essencial, se sem ele também pode haver felicidade. É claro que não devemos tirar a importância, mas fazê-lo sinonimo de amor e felicidade é descuido com a vida.
Estou a te seguir,

beijos

Dan

Solfejando poesia disse...

Querida Renata,
Venho agradecer sua digital marcadinha lá no meu recanto!
Teu poema é lindo!
Sigo-lhe agora com prazer, mocinha.

Beijos da Álly.

Jessy Rodrigues disse...

Surpreende-me postagem atrás de postagem com tua leveza de expressar as coisas.
é sempre bom vir aqui..
Ler a realidade com palavras tão lindas!!!

BeijosEstalados!

E dessa vida nada se leva ♪

Maria disse...

Um poema lindo e um recanto de poesia maravilhoso, vou acompanhar com imenso prazer.
Tenha umm domingo maravilhoso e uma excelente semana
Maria

Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Belo poema e belas palavras que nos fazem pensar. Desta vida nada levaremos em matéria e sim em ações.

Abs

contagotas disse...

Gostei muito.
Os bens materiais, ainda que importantes, jamais se devem sobrepor aos sentimentos e aos afectos. E nada como a poesia para que possamos expressá-los

Beijos grandes, querida Renata
MariaIvone

Vinícius Paes disse...

Sua poesia é rica, muito mais que qualquer caixa registradora. Registro suas palavras em pensamento. Pois poesia, é riqueza e acalento para os que sabem observar.
Serei figura constante por aqui.

beijos.

guru martins disse...

...o conceito de valor
é relativo...

bj