sexta-feira, 19 de março de 2010

Imperatriz



e quanto mais se investiga,
maior a intriga:

o que quer
a mulher
afinal?

ser vírgula
(parêntese)
e ponto final

ter pílula
(êxtase)
e gozo real

ser península
(ilha)
e terra continental


Poema publicado no Maria Clara em 13 de março.

32 comentários:

Marcelo Mayer disse...

definitivamente, vc está entre as grandes

Daniel disse...

Mulheres e suas várias facetas. Tem texto novo no Sub Mundo. Bjs.

http://submundosemmim.blogspot.com

Mile Corrêa disse...

Adoro seus textos! :)

Marcelo Novaes disse...

Renata,



E depois dizem que "não se sabe o que quer a mulher"...



rs rs rs




Beijo, amiga.

Isa disse...

Maravilha!
O meu 1º sorriso da manhã.
Beijo.
isa.

Rui da Bica disse...

Olá Renata Sorriso Lindo.
É uma boa questão, sem resposta fácil.
"Quanto mais se investiga, maior a intriga".

Gosto muito da sua poesia, sintética e profunda.

Um bom Domingo, Renata.
.

J. disse...

Quase tudo e mais um pouco. E merecidamente!
Beijos

Rosemildo Sales Furtado disse...

É continuar investigando até que tudo seja esclarecido. Rsrs.

Lindo e bastante profundo. Parabéns!

Beijos e um ótimo final de semana.

Furtado.

Pérola disse...

Amei a sua postagem.
Revelou algumas táticas existente na mulher rs.
Um beijo grande.

evandro mezadri disse...

Belíssima poesia, profunda e reflexiva.
Grande abraço e sucesso!

manuel marques disse...

Ela flutua, ela hesita: em suma, ela é mulher.

Beijos.

Í.ta** disse...

tudo isso e mais um pouco,
quem sabe?

grande abraço!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Eva só queria
matar a cobra,
e guardar o pau.


;P
Marcos

Lilá(s) disse...

Mulher é assim, quer tudo é insatisfeita.
Bjs

Tiago Moralles disse...

Ser tudo, essa é a real.

Sonia Schmorantz disse...

Quando a ternura
parece já do seu ofício fatigada,
e o sono, a mais incerta barca,
inda demora,
quando azuis irrompem
os teus olhos
e procuram
nos meus navegação segura,
é que eu te falo das palavras
desamparadas e desertas,
pelo silêncio fascinadas.

Eugénio de Andrade

Um lindo domingo e uma semana de paz e sucesso em tudo que fizer.
Um abraço

Sônia

Adriana Godoy disse...

Não sei nem ninguém sabe: ela quer tudo e nada, quer o céu, o mar e a terra. Mulher não é bicho fácil mesmo. Legal seu poema, Renata. beijo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Gostaria de registrar
as considerações que fiz
ao debatermos "Imperatriz"
no blog Maria Clara.

"o que quer
a mulher
afinal?"

breves pausas, desconexões
(total distanciamento da realidade)
a concretude máxima

De fato,
os nossos anseios
parecem oscilar,
a todo tempo,
entre "o sonho e o concreto",
como lá bem ponderou
a poetisa Hercília Fernandes.


Passarei aos comentários:

Marcelo Mayer, delicioso ouvir isso! Muito grata pela admiração! : )

Marcelo Novaes, a polêmica é infindável...

Daniel, J., Manuel Marques, Í.ta, Tiago Moralles e Dri Godoy, permaneceremos, assim, a indagar: "o que quer a mulher afinal?"

Lilá(s), acredita mesmo que a nossa complexidade adviria do fato de estarmos sempre insatisfeitas?

Isa, que bom tê-la feito sorrir! : )

Rui da Bica, obrigada por tantos elogios!

Marcos Satoru, seu humor é uma graça!

Sonia Schmorantz, também lhe desejo um lindo domingo e muito sucesso!

Mile Corrêa, Rosemildo Sales Furtado, Pérola e Evandro Mezadri, que bom que apreciaram o poema!

Um abraço a todos vocês!

Solange disse...

escrito por uma mulher. ..heheheh
melhor não poderia ser...
bjs.

Juliana Lira disse...

Arrasou! Feiquei até sem palavras aqui rsrs

Milhões de beijos

Pedro disse...

E que ela possa ser tudo o que quiser...

A.S. disse...

Renata,

A mulher quer a plenitude de todas as emoções!


BeijOOO
AL

Gerana Damulakis disse...

Muito bacana, Renata.

Marjorie disse...

Sou um asterisco brincando de ser um belo ponto final.

Beijoooo

Nydia Bonetti disse...

Ora ilha, ora terra continente - mulheres de fases, o que somos. A carta da lua também cairia bem aqui, :) beijoos.

Pérola disse...

Vim te deixar o meu boa noite.
beijokas.

Felipe A. Carriço disse...

ela é uma Hiperatriz!

J.F. de Souza disse...

Nada a dizer. Só contemplo a verdade exposta em teu escrito, qrida! :)

:*

Ricardo Mainieri disse...

Fostes buscar na carta de tarô, tua inspiração.
A Imperatriz é uma carta de força, do feminino vencedor, positivo.
Apesar disso seduz, como toda mulher, com seu jogo de luz e sombra, cor e ausência.
Gostei das construções poéticas. Estão muito originais.

Beijão.

Ricardo Mainieri

Jéssica V. Amâncio disse...

Ai você escreve demais.. muito bom. eu amo jogos de palavras e você usa com maestria pura.

Tiago Medina disse...

Se conquistar uma mulher não fosse algo tão desafiador talvez não tivesse tanta graça. A "esgrima do flerte" é algo que nos faz melhores.

beijos

Maria Tereza disse...

E eu achava que escrevia! Choquei! Muito bons os seus poemas!