quinta-feira, 23 de abril de 2009

Versos perdidos

Aos poetas o computador literalmente engana.
Não há, ao final, evidências
do quão trabalhoso foi, afinal, seu trabalho.
Não há linhas riscadas,
palavras suprimidas
ou folhas de papel desprezadas.
Há somente versos perdidos,
como se jamais tivessem existido,
como se escrever fosse tão só intuitivo,
como se o poema na mente já fosse vivo,
como se poeta tivesse mãos assim tão abençoadas...


2º lugar no 4º Concurso Regional de Poesia da FACECAP
Faculdade Cenecista de Capivari/SP - 2004
Imagem: rascunho de Fernando Pessoa
http://www.biografia.wiki.br/fernando-pessoa-poeta.html

17 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Eu só ensaio no papel!

Texto-Al disse...

parabens pelo honroso segundo lugar.

o poema está mt bom.

T.

adriano narciso disse...

já somos dois! os erros e tentativas numa folha de papel são uma porta aberta para um poema verdadeiramente nosso. as letras uniformes do computador muitas vezes uniformizam a escrita...

Bjs e obrigado pela visita... gostei do seu espaço xD

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito obrigada pelos comentários!

Compulsão Diária disse...

Excelente postado com bom gosto. Eu tb rabisco antes. Raro eu conseguir escrever diteto no computador. Fiz isso esta madrugada em Pulso e o resultado tá lá, Confuso!;))
Renata, vc é uma grande poetisa. Constrói e tem bom gosto. Esta folha de papel mostrando seus rabiscos é orgância, linda.
Lembrou um artista, web-designer e cartunista- por quem ando completamente encantada , o Hugh Mc leod, que tem o site gapinvoid e está fazendo uma série de moleskines que vc pode ver como lembram este seu postado

http://www.gapingvoid.com/4321a.JPG

Tião Martins disse...

não sou eu
que faço
a poesia

é meu teclado
que com sua
alma vadia

escolhe letras
põe es paços
onde?
não devia...

ps. meu teclado morreu de inveja do seu rascunho! beijos.

Renata de Aragão Lopes disse...

CD, fiquei muito feliz com seu elogio lá no Poema Dia. Agora, ainda mais, com sua visita em meu blog!

Noto, pelos comentários que faz a todos e pelo ritmo de sua produção - a sós e a dois (risos) -, que é uma pessoa extremamente inclinada à cultura. E a admiro por isso: pela fluidez (tão rara) com que sempre fala das artes.

Quanto à imagem, pena que não tenha sido um rabisco meu... Citei, logo abaixo do poema, tratar-se de um rascunho de Fernando Pessoa. Minha ideia inicial até era, realmente, a de postar meu mais recente rascunho, mas a fotografia que fiz dele não ficou suficientemente nítida. Antes assim! A postagem ficou infinitamente mais bela! (risos)

Obrigada, ainda, pela dica. Conhecerei o trabalho do artista a que se referiu.

Encerro por aqui. Irei conferir "Pulso" em seu blog, certa de que gostarei. Um grande abraço.

Renata de Aragão Lopes disse...

Xiiiiii... Todos pensando que o rascunho de Pessoa é meu! (risos)

Sua inveja, Tião, tem outro (e grande) destinatário!

Tião Martins disse...

Ahahahahah... Pessoa tinha muitos heterônimos. Vc deve ser um deles que ficou por aqui! Ou então vc psicografou mesmo! rsrsrsrsrs

Talita Prates disse...

QUe lindo!
Identifiquei-me... huahauhau... Meus originais são sempre no papel... rs.
No papel, a cura é mais profunda... rs
Obrigada pelo recadinho, Re!
Volte sempre, tá?
Bjão!
Paz.

leonorcordeiro disse...

Querida Renata,
Acabei de encontrar o seu comentário no "Mundo Encantado de Cecília Meireles". Obrigada pela visita tão gentil.
Uma das coisas boas da blogosfera é a hora do encontro: quando abrimos um link e encontramos um blog que fala ao nosso coração.
Parabéns pelo Doce de Lira! Vou seguir os seus versos...
Já conhece o meu blog NA DANÇA DAS PALAVRAS? Quando for me visitar tomaremos um café com pão de queijo ... rsrsrs
Grande abraço!
Com carinho,
Leonor Cordeiro

Renata de Aragão Lopes disse...

Talita, certamente!

Leonor, obrigada pelas palavras tão amáveis. Visitarei sua Dança e demais blogs que mantém. Outro grande abraço!

marcia szajnbok disse...

oi renata

descobri seu blog a partir do "Resto de Café Frio" do Volmar... muito bonitos teus textos! Fiquei curiosa pra ler o blavino...

convido vc a me visitar em:

http://marcia-poeticamente.blogspot.com

tem o meu primeiro blavino-abismo lá... rsrsrs

um beijo e parabéns... voltarei mais vezes!

Renata de Aragão Lopes disse...

Obrigada, Márcia!
Irei agora conferir o seu blog - em especial, o seu primeiro blavino. rs
Um beijo.

Neotenia disse...

Adoro os rascunhos das minhas poesias, luto com minha mania de organização ao descartá-los...

Berenice disse...

Estive pensando sobre isto outro dia após três papéis rascunhados, amassados e descartados para escrever apenas algumas linhas...

Parabéns pelos textos premiados, estou adorando tua casa de delícias!

bjos
berenice

Kamala Aymara disse...

Adorei Renata...
mesmo que ao final jogue fora todos os rascunhos imperfeitos de palavras que buscam uma perfeição nunca alcançada, afinal somos humanas.
Grande abraço!