segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O Belo e a Fera



você me chama
de gata
e eu lhe digo
quem me dera

eu teria
sete vidas:
uma pra cada
quimera

desde que
garantidas
suas mãos
à minha espera


Presente de aniversário.

37 comentários:

Lua Nova disse...

Muito gracioso e alegre.
Bom de ler.
Felicidades.
Beijos.

Lia Araújo disse...

Gostei muito!

Felicidades! Parabéns!

bjos
Ótima semana pra ti!

Isa disse...

Verso breve,ritmado e rico na mensagem que deixa.
Beijo.
isa.

Angélica Lins disse...

Sete vidas é pouco pra quem escreve com tamanha docura.
Lindo Renata.
Abraços meus...

Wanderley Elian Lima disse...

Simples e linda declaração de amor.
Bjux

Mah disse...

Muito lindo!
Poesia pura!

Beijo!

Albuq disse...

Quem recebeu essa declaração deve estar feliz viu, lindíssima!
Linda poesia e linda a imagem!
bjs

Rodrigo Braga disse...

Lindo!

Sem mais nesse momento.

Bjos!

Tiago Moralles disse...

Vivendo numa bonita casinha comum de objetos inanimados.
Mas bonita.

Raven disse...

Miau!

Lindo poema, eu e o Maximus adoramos!

Beijocas!

Marcelo Novaes disse...

Renata,



Eu não sei as garantias, mas as pistas são boas. E o desejo de ser esperada é metade do caminho. No mínimo.







Um beijo.

Gi Novais disse...

lindo, lindo, lindo!

Batom e poesias disse...

De querer dançar, de tão bonito.
bj

Rossana

Í.ta** disse...

que lindeza de presente, vixi!

Edu disse...

Delicioso de ler! E nada melhor do que a pessoa querida nos aguardando, né!

Bejo!

Bia Prado disse...

Lindo poema, lindo blog!
Duplo parabéns!!!
Bj

Lara Amaral disse...

Hum, que delícia de poema, envolve-nos na volúpia de um gato manhoso, rs.
Ótimo presente!

Beijos.

Mirze Souza disse...

Quanto lirismo nesse poema, Renata!

Belos versos que com certeza comporiam uma canção.

Sete vidas....

MUITO BOM!

Beijos

Mirze

Tania regina Contreiras disse...

Breve e mimoso, Renata!
abraços,

Eder Asa disse...

Que manha!

Mas sabe que "nós gatos já nascemos pobres, porém já nascemos livres". HAHA'

Sou fã!

Renata de Aragão Lopes disse...

Angélica Lins, "sete vidas é pouco pra quem" deseja viver tanto! Obrigada pelo elogio!

Sim, Wanderley Elian Lima: uma "declaração de amor"...

Tiago Moralles, a rotina pode ser linda!

Raven, eu lhe retribuo o "miau"!

Marcelo Novaes, também eu não sei das garantias. Elas existem?

Eder Asa, "que manha" boa! (risos)

Muito obrigada a todos vocês por acompanharem o Doce de Lira!

Beijos!

pablorochapoesias.com disse...

E de loucura em loucura vais vivendo... De verso em verso vais nos presenteando com maravilhas assim!

Beijos

Ives disse...

Gata, abraços

Daniel disse...

Gostei muito da brincadeira com as palavras. Belo poema, parabéns! Bjs.

http://submundosemmim.blogspot.com

Domingos Barroso disse...

versos que se podem ouvir
sobre o telhado.
E a lua alta e cheia.

Carinhoso beijo.

Machado de Carlos disse...

Que bom seguir você e lhe agradecer por belas palavras!
Eu diria: não sete vidas, mas muitas vidas. Quem vive sete vidas poderia viver muitas vidas, a partir de cada momento de felicidade.
Beijos sempre!...

A.S. disse...

Renata...

Adorei a subtileza e a musicalidade do poema! Lindo...


BjO´ss
AL

Felipe Marques disse...

Meu presente de compleanno adiantado! valeeu hehe!

guardarei-o para sempre...

bjos e abs!

Felizpe!

Felipe Carriço disse...

Gatos são uns bichos engraçados. Ninguém conheces seus motivos. Ora te lambem, ora te arranham.

Bom, acho que estas características não pertencem só a eles.

Cria disse...

De extremo bom gosto, parabéns ! Beijo.

Giu Gragnani disse...

gostei disso!

Pétala_Rosadinha disse...

Gostei verdadeiramente do seu cantinho...delicado, lindos poemas com imagens que fazem um belíssimo casamento.

Obrigada por ter ido me visitar...vou adorar se voltar lá.

Beijos e boa noite.

Tatá R. da S. disse...

Adorei. Lindo.
O seu jogo de palavras é ótimo.
=*

Amor feito Poesia disse...

Todas as nossas palavras serão inúteis se não brotarem do fundo do coração. As palavras que não dão luz aumentam a escuridão.

É fácil amar os que estão longe. Mas nem sempre é fácil amar os que vivem ao nosso lado.

Madre Teresa de Calcutá

Bons sonhos e beijos meus!! M@ria

MOISÉS POETA disse...

versos certeiros,e ao mesmo tempo cheios de cadência...!

beijo , renata!

sempre é bom passar por aqui !

Cris de Souza disse...

Estou aqui a viajar nesse teu ritmo delicioso...

frô disse...

Tb quero sete vidas! O mais melindroso, é q acredito, de fato, que as tenho!