sábado, 21 de novembro de 2009

Não era pra contar



Família tem segredo

---------------segredo tem história

-história tem enredo

----------------enredo, trajetória

trajetória tem começo

------------------começo tem rumo

------rumo tem tropeço

------------------tropeço, aprumo

-----------------------------resumo

segredo tem Família



Releia de trás pra frente,
palavra por palavra.

53 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Não era pra contar,
mas segredo tem família.

Marcelo Novaes disse...

Renata,


Esse telefone-sem-fio doméstico mantém a família toda embrulhada em papel-filma-segredos.


Laminado.



Beijos,






Marcelo.

Solange Maia disse...

Renata,

que espetáculo....

palmas prá você... de pé...

estou encantada !!!!!

beijo carinhoso

Renata Luciana disse...

Muito legal Rê, do começo ao fim, do fim ao começo.

bj,de uma outra

Marcelo Mayer disse...

e família tem guerra

Tiago Medina disse...

hehehe
Muito legal, parabéns!

beijão

Marcelo Novaes disse...

E quantos se aglutinam em torno de um, hein?!



;)

renata disse...

afinal no fundo, toda família tem no segredo um compasso que segue o rumo.

beijo.

Paulo Rogério disse...

Nem tudo é de domínio público (e não só coisas feias), né Renata!

Natália Corrêa disse...

sshhh!!!

Renata de Aragão Lopes disse...

Marcelo Novaes, família é rolo! (risos)

Solange Maia, muito obrigada pelos aplausos de pé! Não sabe o quanto significam pra mim...

Renata Luciana, "segredo tem família" de qualquer jeito! : )

Marcelo Mayer, o cotidiano é a maior das batalhas.

Tiago Medina, que bom que gostou do poema!

Renata, toda família tem segredo; todo segredo tem família.

Sim, Paulo Rogério: há deliciosos segredos familiares! : )

Natália Corrêa, boca de siri! (risos)

Um excelente domingo a todos!

Renata de Aragão Lopes disse...

PS:

Blogspot também
tem segredos!
Só agora consegui
formatar o poema
como o havia concebido! : )

Graça Pires disse...

Um poema muito original, Renata. Um beijo

Tiago Moralles disse...

Delícia de almoço em família.

Juliana Lira disse...

Renata

Que show!Um dia ainda escrevo assim!Segredo tem família, e como é bom ter segredo, e como é bom ter família...
Mesmo que as vezes azeda, mesmo que doce demais,mesmo que amarga,mesmo que com gosto de doce de Lira.

Como a minha família Lira

Milhões de beijos

Vital disse...

muito boa essa construção que eu não diria espelhada, mas refletida.

p.s.: realmente é muito difícil preservar a estética da construção dos poemas o blog, eu tenho sérias dificuldades com isso.

Adicionei seu blog pra eu ler sempre.

Marcelo Novaes disse...

Renata,



A formatação lhe deu o arremate.


[Eu vi o segredo, eu vi..........].


;)






Beijos,









Marcelo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Graça Pires, obrigada por tê-lo dito "um poema muito original"!

Tiago Moralles, almoço de domingo! : )

Juliana Lira, que belo sobrenome tem sua família! Espero que, entre vocês, prevaleça a doçura...

Vital, seja muito bem-vindo à confeitaria! Obrigada por, já na primeira visita, haver lido e comentado tantos poemas! "Não era pra contar" é, na verdade, um quase-palíndromo (com hífen e tudo), se é que isso existe! (risos)

Marcelo Novaes, muito grata por prestigiar este espaço, a ponto de retornar a meu convite e comentar a formatação original do poema! : )

Um abração a todos vocês!

Lara Amaral disse...

Haja tropeço, enredo e segredo.

O importante é que o laço nunca arrebente.

Genial, Renata!

Beijos familiares para ti!

Solange Maia disse...

Renata,

Agora, depois de formatá-lo ainda pude descobrir mais maravilhas...

segredo tem enredo, e
começo tem tropeço...

Agora digo mais :
visualmente ficou ainda mais bonito...

obrigada por convidar-me a ler novamente !

beijo

Elcio disse...

Adorei seu blog, assim como seu jeito de escrever.
E qdo o poema finda c uma amarração como essa...fica mesmo mt show.
Parabéns e ótima semana.

Bjs

PERPLEXIDADE disse...

QUE ESPLENDOR MENINA!

;D

Nydia Bonetti disse...

Achei lindo, Renata. Família tem segredos e códigos, como diria nossa querida Zélia Gattai.

beijos.

Adriana Godoy disse...

Que interessante, forma, conteúdo, segredos de família. Muito bom Renata. Qual a família que não tem? beijo.

Thalita Souza disse...

Fantástico!
besos.

Batom e poesias disse...

Bom demais esse exercício de vai e volta, Renata.
Fiquei viajando um tempão.

Bom demais o poema e resumindo: mantenha o enredo e a tragetória da família em segredo...
Parabéns!

Estava com saudades daqui.
bjs
Rossana

dani-jf disse...

Enfastiada com o amargo dos estudos, resolvo dar uma passadinha na sua confeitaria.
Refestelada com deliciosos doces-de-lira, volto à realidade mais suave.
Obrigada, amiga!

Luciane Slomka disse...

Segredo tem família. Umas das melhores coisas que já li! Adorei! Beijos querida!

. fina flor . disse...

adorei!

o duro é que famílias nunca sabem guardar segredo, né? rs*

beijos, querida e obrigada pela visita, volte sempre que quiser

MM.

>>> desisti de desistir do fina flor... ia fechar, mas desisti rs*...

Talita Prates disse...

Ahhhhhhhhhh, querida amiga,
adorei!
Achei a estrutura
lúdica e bem-humorada.

Um bjo grande.
:)

Gilbamar disse...

Interessante porque inteligente, inteligente porque criativo, criativo porque interessante.

Parodiei você apenas para mostrar como me fascinou esse extraordinário jogo de palavras.

Parabéns, seu blog é interessante, inteligente e criativo.

Poético abraço de Gilbamar.

A Moni. disse...

Perfeito!

Indo e voltando!

Genial, Rê!

Meu tudo e/ou nada disse...

adoro esse movimento =]
utilizo às vezes...
abraços

Natalya Nunes disse...

Família é igual à tua poesia...
Até de pernas pro ar é uma delícia.

Vem cá...é segredo de família esse teu dom magnífico com as palavras?

Beijoss

Renata de Aragão Lopes disse...

Larinha, gostei muito do que você disse: "o importante é que o laço nunca arrebente."

Solange Maia, obrigada pelo retorno! E por haver achado o poema ainda mais bonito, em sua formatação original! : )

Élcio, muito grata pelos elogios! Aguardarei sua próxima visita!

Dri Godoy, nenhuma família escapa! (risos)

Perplexidade, obrigada pela exclamação em caixa alta! : )

Nydia Bonetti, toda família, de fato, vive de "segredos e códigos"...

Thalita Souza, obrigada pelo "fantástico"! : )

Rossana, sua presença no doce de lira é sempre muito bem-vinda! Apareça mais vezes!

Querida Dani, que surpresa boa encontrá-la por aqui! A poesia realmente adoça as amarguras jurídicas...

Lu Slomka, que honra saber que "segredo tem família" é uma das melhores coisas que já leu! Obrigada! : )

Fina flor, o segredo já nasce para ser devassado! (risos)

Talita Prates, sua opinião é sempre muito valiosa! : )

Gilbamar, fiquei envaidecida com seu comentário! Espero que retorne à confeitaria!

Moni, obrigada pelos adjetivos "perfeito" e "genial"! Também sempre considero muito a sua análise! : )

Tudo e/ou nada, façamos mais uso deste "movimento"! É a primeira vez que me utilizo deste recurso. E gostei muito!

Natalya Corrêa, que meiguice de comentário! Acredito que como todas as outras, minha família possui, sim, além de muitos segredos, os mais variados talentos. Alguns artísticos; outros - decerto, os mais relevantes - os de manter a união e a harmonia entre seus integrantes. Obrigada pela sincera admiração! : )

Um abração a todos!

O Profeta disse...

Lembrarás tu que as manhãs
Acordam da tua luz fugidia
És esperança de perdida estrela
Quem recolhe a dor em Deus confia

Assombração que o luar esqueceu
Nas margens de um lago azul
Hoje passou a voar por mim
A última garça a caminho do sul

Era alva como a espuma do mar
Graciosa como mulher feliz
Voava de encontro ao vento
Com olhar brilhante de petiz


Boa semana


Mágico beijo

Desengavetados disse...

O segredo da família desponta como um telefone sem fio dentro do poema! O jogo da sequência me agrada bastante!

Amei! Sabe que sou suspeita, porque admiro sua produção!

Abraços!

Apareça no desengavetados!

Majoli disse...

Nossa, super interessante, adorei.

Beijos e linda tarde.

nina rizzi disse...

os segredos da minha famíliasou que guardo
-perdida
viram poesia.

um beijo.

marjoriebier disse...

Re clariceando... so nice!

Gerana Damulakis disse...

Muito interessante. Parabéns!

Renata de Aragão Lopes disse...

Profeta, obrigada pela visita!

Andréa, fico muito feliz por admirar minha produção literária! : )

Majoli, seja bem-vinda ao doce de lira! Que bom que gostou do poema!

Querida Nina, a poesia não sabe mesmo guardar segredo! (risos)

Sim, Marjorie: "clariceando"...

Gerana Damulakis, muito grata por mais uma leitura! : )

Um beijo a todos!

guru martins disse...

...muito
bom...

bj

Caio Rudá disse...

família... tenho medo dela!

Sônia Brandão disse...

Olá, Renata,
gostei da sua visita.
Bem bolado o seu poema.
Gostei também do nome do seu blog; parabéns pela escolha.

bjs

Felipe A. Carriço disse...

Fantástico, Renata!
Fantástico!

Í.ta** disse...

fui e voltei.

li e reli.

adorei e
adorei.

parabéns.

teu lindo é bonito, é cuidado.

Mário Liz disse...

segredo tem família ... e este poema ... tem GENIALIDADE.

uma minúcia arquitetada na alma doce de lira.

é realmente genial.

Renata de Aragão Lopes disse...

Guru Martins, obrigada pela presença!

Caio Rudá, esse seu medo procede! (risos)

Sônia Brandão, seja bem-vinda ao doce de lira! Muito grata pela visita e pelo comentário!

Felipe Carriço, obrigada pelo "fantástico"!

Í.ta**, que bom que foi e voltou, leu e releu - e, ao final, adorou! : )

Mário Liz, suas palavras sempre me envaidecem. Desta vez, "GENIALIDADE" em caixa alta. Muito obrigada!

Um beijo a todos vocês!

Noslen ed azuos disse...

Legal suas poesias em uma poesia, as palavras criam sentidos e segredos.

bjs
ns

Leandro Jardim disse...

Muito bom, gostei =]

CATIA disse...

Que prazer encontrar seu blog....alcançar esse poema....Estava eu, posta em sossego no estelário do Madu..e e eis que...!!!

Fabi disse...

Perfeito! é doce...é leve...é original.Parabéns! Amei seu blog, mas este, de certo me encantou!
Aplausos de pé Renata.