terça-feira, 18 de agosto de 2009

Elas e eles e elas



as mulheres
não vão ao cinema
- apenas -
pela musculatura
viril

os homens, sim,
abdicam da cultura
apenas
por um - bom -
quadril


Escrito a partir de uma reportagem de Isabela Boscov,
publicada na Veja desta semana:
edição 2126 - ano 42 - nº 33 - p. 139.

30 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Regra geral.

Lara Amaral disse...

É verdade... E isso não se aplica só ao cinema, hehehe...
Uma graça seu poema, até as coisas mais batidas, que todo mundo já sabe, têm um vigor novo quando vc as escreve. Beijos.

Marcelo Novaes disse...

Renata,



É vero.


Este é o lado bom e nobre das mulheres...



Não é ocasião para falar do viés tipicamente feminino sobre homens, porque não passa pelo biotipo. Não exatamente.






Legal aproveitar uma reportagem para "fazer glosa" (& rima!) em cima disso. Gostei!







Beijos,








Marcelo.

Polian disse...

Sem ofensa, isso é um insulto!
Nem todos os homens são assim.

Renata de Aragão Lopes disse...

Adorei seu comentário, Lara! Muito obrigada! Um beijo.

Isso foi inédito pra mim, Marcelo: escrever a partir de uma reportagem. Também gostei muito! Um abraço.

Querido Poli, estou educando você para ser diferente... Beijo da mãe.

Talita Prates disse...

Hahahaha, muito bom, Re!
À revelia das intenções, é um ótimo programa, não é?! Eu AMO! Principalmente acompanhada... rs.
Bjão, Re!
Você é muito querida, viu!

Adriana Godoy disse...

boa sacada, renata...creio que é verdade e o seu poema traz isso de uma maneira tão leve, tão doce..bj

Igor Mascarenhas disse...

Apesar que não largo mão da cultura por um bom quadril eu curti a poema. E me interessei para ler a reportagem da Isabela Boscov.

Renata de Aragão Lopes disse...

É um dos melhores programas, Talita! E também a considero muitíssimo! : )

Obrigada, Dri, pela presença e pelas palavras!

Valeu a sinceridade, Igor! (risos) A reportagem, na verdade, fala do próximo filme do Van Damme. Confira!

Beijos!

Nydia Bonetti disse...

Regra geral. :)

há palavra disse...

Não tem nada a ver [ou tem?], mas me lembrei de uma frase do Supremo Filósofo Groucho Marx, ao recusar um convite para a pré-estréia d'um filme do Tarzan, protagonizado pelo Johnny Weissmüller:

"Não assisto a filmes em que os seios do galã são maiores do que os da mocinha!"

Abraços, bons caminhos...

marcia szajnbok disse...

rsrsrs... eu tenho uma velha teoria biológica, que um dia a ciência ainda vai comprovar, de que aquele pedacinho de cromossomo que falta aos seres XY os torna uma espécie quase-igual à nossa, XX... não que por isso eles se tornem menos interessantes, mas com certeza são mesmo "o outro"...

beijo!

sidnei olívio disse...

Kkkkkk, já foi o tempo... Beijos.

sidnei olívio disse...

rssss, já passou esse tempo pra mim. Beijos.

Renata de Aragão Lopes disse...

Sim, Nydia. Repito: regra geral. : )

Fantástico o seu comentário, Raul! Tem tudo a ver! (risos)

Márcia, você que é médica, tem elementos de sobra para divagar sobre as diferenças entre homens e mulheres. A verdade é que elas são, realmente, essenciais, por tornarem o "outro" uma interessante descoberta. Eu diria que apenas alguns pontos - tanto neles, quanto nelas - mereceriam ser atenuados, para que mais fácil e madura a convivência.

Viu, Sidnei? Se esse tempo já passou pra você, é porque, um dia, ele existiu! (risos)

Um beijo, queridos!

Rafaela Figueiredo disse...

hahah
muito bacana!
rima e ideias convergentes!

abraço
e obrigada pela visita!
voltarei por aqui o/

Sabrina Davanzo disse...

hahahah.. mto bom, Renatinha!
Homens! unf!

Beijos, querida!

Cristina Deutsch disse...

Oi Renata como vai? Gostei muito do seu blog,visite os meus pegue os selinhos que tenho para meus amigos e convide tzambem seus amigos a me visitar. Bjs da Cris

nina rizzi disse...

vide (rsrsrs), tirando a veja... rsrsrsr..

curto, direto e verdadeiro. por isso preferem as mulheres ;)

beijo.

Lai Paiva disse...

Renata, nooossa, é bem verdade. Adorei!!! Ando sempre que posso por aqui pra ler seus textos, poemas, palavras. Muito legal!!!

Clarinhaaa disse...

Falou tudo em pouco!!!


e fim!!!

bjs

Marina disse...

Já briguei com meu (ex-)namorado por causa disso. Ele não entendia.

Graça Pires disse...

Gostei da apreciação...
Um beijo.

BAR DO BARDO disse...

Léxico e semântica no ponto...

Muito bom!

Marjorie Bier disse...

Nem todos, nem todas...

há palavra disse...

Valeu, Marjorie!
Incertezas... matéria prima essencial na alquimia cotidiana deste "mundo, vasto mundo"...

NDORETTO disse...

Jocoso...não.....Gracioso,certinho,um brinco.Rss
bjs
neusa

Renata de Aragão Lopes disse...

Bem-vinda, Rafaela! Volte sempre!

Sabrina, sua interjeição disse tanto! : )

Ei, Cris! Obrigada pela visita! Prometo retribuí-la.

Nina, somos, de fato, bem mais objetivas! (risos)

Lai, que bom que gosta daqui!

Clarinha querida, adoro sínteses! : )

Tantos brigam por isso, Marina... E adianta? (risos)

Graca, obrigada pela presença assídua no doce de lira!

"No ponto", Bardo? Então, o doce deu certo! : )

Marjorie e Raul, o poema realmente generaliza. Há mulheres e homens com os mais distintos gostos.

Um brinco? Adorei, Neusa!

Beijo pra vocês!

A Moni. disse...

Mas eu juro: ainda tenho fé!!!
rsrsrs

Giselle Costa disse...

kkkk boa, extremamente real rs

bjs