sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Au revoir



eis uma lição
bem difícil: abrir mão
é um exercício


Com pesar,
eu me despeço
do Estúdio de Criação Poética,
do Mexe-mexe Poesia
e do blog O gato de Odete.

Impossível conciliar
tantas atividades
com o Doce de lira
- que completa, hoje,
exatos 5 meses
e já me exige
bastante dedicação!

Obrigada pelos convites
de antes
e pelas portas
que sei
ainda abertas...

30 comentários:

Mateus Luciano disse...

bom ,dos males o menor ,para quem gosta de degustar cada pedacinhos dos teus textos
é so teclar
docedelira.blogspot.com/

sidnei olívio disse...

Parabéns, Renata. Mantém sempre o fôlego desse blog que é uma maravilhava. Beijos.

Paulo Rogério disse...

Por vezes, temos que nos abdicar de coisas que nos fazem bem, por questão de honestidade. Não é fácil mesmo conciliar os escritos, quando outras atividades também necessárias nos tomam tanto tempo. Muitos de nós dedicamos o tempo para a arte do pouco que nos sobra de lazer. Isto é escrever com o coração. Siga em frente, Renata!

Adriana Godoy disse...

Renata, é verdade, abrir mão de certas coisas é meio difícil. Mas pelo menos, o Doce de Lira continua, para nosso deleite. Beijos.

BAR DO BARDO disse...

rsrsrs... nós sabemos que "o bicho pega"!

Marcelo Novaes disse...

Renata,




Certo.


Essa imagem colocada, me fez lembrar Vanderléia (ou será Wanderléia?):

"Senhor Juiz, pare agora! Por favor..."




Fez bem.







Beijos,









Marcelo.

Marcelo Novaes disse...

Olhe, Renata,


Seu texto, inclusive, me fez pensar em subir um antigo: Bye, Bye, So Long, Very Well... Também é música, mas do Guilherme Arantes...




"Adeus Também Foi feito Pra Se Dizer"



:)






Seu blog é extremamente querido.


;)




Beijos,









Marcelo.

Nydia Bonetti disse...

Renata
Sabe que eu não entendo como as pessoas conseguem manter tantos blogs ao mesmo tempo? Eu simplesmente não consigo e optei em ficar só com um. Tive também que abrir mão de outros espaços que eu amava. Dói, né.
Mas... estamos esperando mais doces por aqui. :)) Beijos.

marcia szajnbok disse...

renata, sempre abrimos umas portas, fechamos outras... o que importa, no fim, são as pontes...

beijo

Luciane disse...

Adorei a definição do Marcelo: teu blog é querido...bem doce mesmo. Que bom que tu não vai deixar de te dedicar a ele nunca (ao menos por enquanto...) Beijão querida!

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito obrigada pelo carinho, Mateus!

Sidnei, farei de tudo para manter o fôlego! : )

Paulo Rogério, você citou exatamente o verbo que eu tinha em mente, ao escrever este haikai: ABDICAR. Algo difícil, mas necessário e honesto. Obrigada por sua ponderação tão certeira!

Sim, Dri Godoy: a confeitaria permanecerá aberta! : )

E como pega, Bardo! (risos) É simplesmente irrealizável a tarefa de BEM administrar, além da vida, frequentes postagens em 5 blogs distintos...

Marcelo, seus comentários me fizeram dar uma gargalhada dobrada! Fui lá no seu blog e já cantarolei uma terceira "pérola"! (risos) A imagem, na verdade, colide um pouco com o texto... Sugere, de fato, o "basta" da Wanderléia, enquanto o haikai é intencionalmente mais suave e fala de uma lamentável despedida. Muito bom ouvir que meu blog é extremamente querido... Obrigada!

Nydia, parabéns àqueles que conseguem tamanho feito! Eu andava enlouquecida com tantas responsabilidades. Permaneci no Poema Dia, pois foi onde comecei e posto apenas um poema ao mês. E claro: mantive o doce de lira, por ser o meu cantinho particular! : )

Linda a sua frase, Márcia! Que essas pontes persistam...

Lu, ao abrir mão dos outros blogs, minha intenção foi a de, cada vez mais, produzir aqui no doce de lira! Maravilhoso contar com sua presença, querida!

Um abração a todos vocês que me acompanham! : )

(Carlos Soares) disse...

Querida Renata.Acima de tudo, muito obrigado pelas palavras de carinho e incentivo. Com muita alegria vim visitar seu blog e dizer que é lindo também.Li uns cinco poemas, vi ternura em todos,além de muito bem construídos. Vi uma amiga acima dizer que não sabe como tem gente que tem um monte de blogs. Eu também não consigo.Já quis fazer um só de música efiquei só comum mesmo. No mais, peço que volte sempre. Estou seguindo você.Beijão

cirandeira disse...

Oi Renata, vc tem uma maneira doce e poética ao abrir mão de coisas que lhe são caras! Sua "despedida"
acabou virando um poema bonito, carinhoso e delicado...Coisa de poeta! E sorte nossa, que vamos continuar usufruindo de seus doces tão poéticos!
Bjs

Lara Amaral disse...

Quem manda escrever demais, todos te querem, hehe... Mas ainda bem que vc continua aqui, achei que estava se despedindo geral. Beijos doces.

Sabrina Davanzo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
TanyLe disse...

Renata,
sua póetica me agrada. Muito! :D
Fico feliz em fazer parte de um blog tão gostoso :)

[BeejO]

Tiago Medina disse...

Que tchau delicioso, esse.

beijo

Renata de Aragão Lopes disse...

Que bom que viu ternura em meus poemas... Muito obrigada, Carlos!

Cirandeira, sorte também a minha de prosseguir com o doce de lira repleto de visitantes! : )

Despedida geral? Nem pensar, Larinha! Por aqui, eu quero é mais! (risos)

Sabrina, mandarei o e-mail o quanto antes. Quero muito um exemplar de seu primeiro livro autografado!

TanyLe, sua fala me encheu de alegria! Volte sempre! : )

Sim, Tiago: um tchau que lamento e, por isso, bem suave...

Um beijo pra vocês!

nina rizzi disse...

bom o poetrix de abertura. é um exercício belíssimo, aliás... umas coisas vão pra dar lugar à outras. e nós continuaremos a te t/ler aqui :)

beijo.

Rê :) disse...

Que lindo! Adorei!!!

Ahhh pois é, eu estou estudando por conta mesmo, porque cursinho eu não consigo... Então o que estou fazendo é indo em bibliotecas com CF, Códigos e alguns livros de doutrina básicos e lendo.

Tomara que dê certo! Obrigada pela dica! E se eu precisar de algo vou vir aqui te perguntar, heheheeh!

Bjos!

Késia Maximiano disse...

Abrir mão com tamanha doçura é pra poucos, meu bem!
Beijão

Ju Blasina disse...

Não vou me repetir, pois sei que meu sentimento foi bem recebido por ti: Serás sempre bem vinda!!!
Sucesso e Beijus mil

O Profeta disse...

Troquei as voltas a um Golfinho feliz
Afagei a cria de uma Baleia azul
Confundi uma nuvem com ilha encantada
Perdi-me na rota entre o Norte e o Sul

Aprisionei o olhar de uma gaivota
Enchi a alma com penas de imensa leveza
Enchi o coração de doce maresia
Adormeci nos braços da incerteza

Vem viajar comigo no meu barco de papel


Bom domingo

Doce beijo

Renata de Aragão Lopes disse...

Que bom que gostou do haikai, Nina! E está mais do que certa: a vida precisa caminhar, com algumas coisas cedendo lugar a outras! : )

Rê, volte sempre! Pelas poesias e pelas dicas de estudo! (risos)

Késia, seja bem-vinda ao doce de lira! Obrigada pelo comentário tão delicado!

Ju, obrigada por, expressamente, haver deixado a porta do Estúdio aberta... Espero vê-la sempre por aqui! : )

Sim, Profeta: conhecerei o seu barco de papel!

Beijo e bom domingo a todos vocês!

Lai Paiva disse...

Renata, contanto que fique o doce de lira. Esse doce é essencial à nossa leitura!!!! Bjs

A Moni. disse...

Entendo perfeitamente a necessidade da escolha, afinal, quem faz bem como vc faz, deve ser exigente consigo mesma e normalmente somos os nossos maiores críticos e cobradores...
Outras páginas, de certo, vão lamentar a tua ausência, mas tenho certeza que todo mundo virá aqui, pra continuar te lendo e adoçando a vida...

Beijos, querida!

marjoriebier disse...

Bem vinda ao clube dos que, praticamente, doam ar dentro do seu blog!

rsrsrsrs

Renata de Aragão Lopes disse...

Lai, muito bom ouvir que o doce de lira é essencial à sua leitura! Muito obrigada!

Tomara mesmo, Moni, que todos venham à confeitaria atrás de meus doces! : )

Marjorie, ar e sangue! (risos)

Um beijo, meninas!

Fabio Rocha disse...

Adorei esse poetrix! Beijão

Renata de Aragão Lopes disse...

Haikai de despedida... : )

Obrigada pelo comentário, Fábio!
Seja sempre bem-vindo!
Um beijo.