terça-feira, 22 de setembro de 2009

Morda-se!





Antes de me agredir
e de tanto
me bater na cara
esta porta,

por que não para
para refletir:
quanto de felicidade
você suporta?


Escrito a partir de:
“Ser feliz é uma responsabilidade muito grande.
Pouca gente tem coragem.”

Clarice Lispector, em Um sopro de vida.

45 comentários:

Rê :) disse...

Ai que lindo!!

Paulo Rogério disse...

Realmente, Renata:
quando as pessoas perdem o argumento, querem que as portas respondam por seu atos. Há realmente um desequilíbrio numa relação, quando alguém doa mais do que o outro pode suportar, mas não menos do que pode despender. Como conciliar isto? Bjo!

Clarinhaaa disse...

Renataaa..
profundo hein!!!

não sou do mundo cor de rosa.. mas tenho que adimitir que a agressividade não faz muito meu estilo... portanto, minha falicidade está mais proximo ao carinho...
aaiiiii...

beijinhosss

Marcia disse...

"A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve, mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar..."

Buscar o sopro de coragem que movimenta a pluma... e esquecer as portas batidas, pois devem haver muitas escancaradas...

Beijos, Marcia

Marcelo Novaes disse...

Renata,


A inveja mais se assemelha a pretender abocanhar a própria boca [ou "morder os próprios dentes"] do que a morder a língua.






Beijos, amiga.








Marcelo.

Mariana Botelho disse...

Renata,

belo espaço tens aqui.

vou virar freguesa.

beijo.

BAR DO BARDO disse...

Bom diálogo, Rê!

Às vezes, o parceiro não se dá conta de que não é capaz de ser feliz e desconta sua frustração projetando-a no outro.

Bom dia!

A Moni. disse...

O que tantos desejam, lutam e esperam, alguns se esquivam, têm medo e sequer suportam...

Pra ser feliz vale a pena o risco, o medo, os machucados e as quedas. Em nome dela, todo meu ouro. Fico pobre todo dia e não deixo de apostar. Lá na frente tem tesouro...

Lindo, Rê!

Beijos!

Nydia Bonetti disse...

É verdade Renata. Ser feliz é uma questão de coragem. Há quem não suporte... Beijos.

Renata de Aragão Lopes disse...

Rê, Clarinha e Márcia, que bom que gostaram do poema!

Mariana Botelho, fico muito feliz por se declarar freguesa do doce de lira! : )

Paulo Rogério, você registrou algo bem sensato: "quando as pessoas perdem o argumento, querem que as portas respondam por seus atos". Lamentável, não? Como pode haver relacionamento sem diálogo?

Em verdade, Bardo, falei dos relacionamentos em geral. Gostei do que você disse: todos descontam no outro as próprias frustrações.

Porque, de fato, Nydia, como já dizia Clarice, ser feliz exige coragem! E quem não a possui não tolera ver a coragem alheia...

Eis a inveja, Marcelo - à qual você deu uma definição ímpar! : )

É isso aí, Moni: a busca pela felicidade vale cada risco e queda! "Lá na frente tem tesouro..." Assim seja! : )

Um beijo, queridos!

Adriana Godoy disse...

Como acontece isso, né? Um pequeno poema com tão grnade significado. Parabéns, Renata.Bj

Luciane disse...

Ah, Re, que lindo e que real. às vezes a gente afasta a felicidade porque muito mais dificil do que suportar a dor é suportar a responsabilidade de ser felix. Mas vamos! Beijão, querida! Amei!

Ariane Rodrigues disse...

Doeu um pouco! Rsrs. Adorei! Bjos!

nina rizzi disse...

hmm... eu suporto um montão.
noutras, poucão.

gostei :)
beijo.

Marcos Satoru Kawanami disse...

muito bom.

=D
marcos

Lara Amaral disse...

Afinal, ser feliz é um dom tbm. Beijos.

há palavra disse...

Renata,

versos profundos, pro fundo da alma...

É uma responsabilidade muito grande dialogar com Clarice!

Caminhos do bem e dos bons pra ti...

Batom e poesias disse...

Perguntinha brilhante, Renata!

Poema pequeno no tamanho mas imenso em contúdo.

Gostei muito.
Beijão

Rossana

Talita Prates disse...

Além de questão
de coragem
é questão
de preguiça
(conheço pessoas que têm preguiça de ser feliz: absurdo dos absurdos!)

Re,
achei um poema de estilo diferente!
Gostei tanto!

Espero ser responsável e corajosa! ;)

Bjo grande, amiga!

Tiago F. Moralles disse...

A gente não tem nem cara pra suportar a nossa própria felicidade.

Renata de Aragão Lopes disse...

Adriana Godoy, obrigada pelo comentário tão carinhoso...

Luciane, "que lindo e que real"! De fato, é mais "fácil" ser triste que feliz...

Doeu, Ariane? (risos) Segundo dizem, há males que vêm para o bem!

Tudo ou nada, Nina? : )

Marcos Satoru, que bom que gostou de mais um!

Lara, gostei do termo: ser feliz é um "dom"! : )

Raul, responsabilidade imensa dialogar com Clarice! Mas arrisquei um "dedo de prosa" (em verdade, de poesia), como gostam de falar os mineiros...

Rossana, um poema curto e grosso! (risos)

Verdade, Talita: a alguns falta coragem; outros têm preguiça. O que seria mais grave?

Tiago Moralles, encarar-se feliz é um desafio e tanto...

Um abraço a todos!

Erika Freitas disse...

Olá, Renata.
Vim retribuir a visita. TO um pouco atrasada, fiquei sem postar por um tempo mas já estou de volta.
Adorei o texto.

Bjos e até a próxima!

SUSANA disse...

Muito bom!!!

marjoriebier disse...

Tem gente que quase é feliz pra sempre... derrotar-se antes de tentar, jamais!

Renata (impermeável a) disse...

vc renatia tambemmmmmmmm?!!

rsrsrsr

adorei.


Eu escrevo umas coisinhas tambem, la no renatiando estão as artes manuais,
e no http://impermeavela.blogspot.com/,

estão os versos e prosas.

adorei seus doces.

e.. a felidade assusta

Gabriela Castro disse...

Olá, obrigada pela visita. Gostei muito dos seus confeitos. Sou fã de Clarice!
beijos

Tiago Medina disse...

Pra se fazer pensar, essa...
Isso me lembrou o Fabrício Carpinejar, conheces?

beijo

Renata de Aragão Lopes disse...

Erika, seja bem-vinda! : )

Susana, que bom que gostou!

Marjorie, a tentativa já conta - e muito!

Renata, obrigada por retribuir a visita! "Renatiar" é demais! Até então, não havia me imaginado um verbo! (risos)

Gabriela, também aprecio muito a leitura de Clarice. Espero que retorne para ler novos confeitos meus! : )

Sim, Tiago: eu propus a todos uma reflexão bem séria... E que honra comparar-me ao Carpinejar! Acompanho a produção literária do Fabrício há um bom tempo. Seu blog está citado, inclusive, entre minhas "delícias alheias". Obrigada!

Um beijão pra vocês!

Graça Pires disse...

Ser feliz é um estado de espírito. Mas há quem se morda de inveja...
Um poema delicioso, Renata.
Um beijo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Há tantos ocupados
na vigilância da felicidade alheia,
que se esquecem de buscar a própria!

Um beijo, Graça!
Obrigada pela visita! : )

Mai disse...

Sapiente, perfeito!

Que bom ter te encontrado.
Abraços,

guru martins disse...

...achas mesmo
que ele(a)
fará isso?

bj

Cris França disse...

arrasou amiga! muito bem dito. bjs

bia martins disse...

oii flor...
adorei estar por aqui!
um bjo... e sorte! ^^

Renata de Aragão Lopes disse...

Mai, prazer em conhecê-la também! Que bom tornar-se seguidora! : )

Destinatários genéricos, Guru. Você mesmo parou para pensar no quanto de felicidade suporta? (risos) Eu conheço tantos que preferem se ocupar com tristezas - ou com a odiosa alegria alheia...

Arrasei, Cris? Que beleza! : )

Bia, obrigada pela visita! Espero que retorne!

Um beijão!

Lisa Alves disse...

Renata, muito bom isso aqui:

Ser feliz as vezes parece impossivel, ver alguém feliz as vezes é insuportavél. Mas a tristeza vencemos na farmacia, mais um anti-depressivo por favor!

Renata de Aragão Lopes disse...

E que perigo, Lisa:
é cada vez maior o número
de dependentes de antidepressivos...

Obrigada pela visita e por este alerta! : )
Um beijo.

Ariadna Garibaldi disse...

Profundo e lindo! Adorei!

Beijos mil

Ariadna

Anônimo disse...

re, você tem razão,
ser feliz é uma responsabilidade muito grande.A felicidade esta
dentro da gente. E nós nascemospra ser feliz
pra que complicar
bjs tesoura

Renata de Aragão Lopes disse...

Ariadna, obrigada por mais um comentário tão gentil!

Tesoura, tão bom seria se todos pensassem assim...

Um beijo pra cada uma!

Leandro Jardim disse...

Poema excelente!

Sabrina Davanzo disse...

Ah... perfeito, Renata! E que bela inspiração. Amo Clarice!

Renata de Aragão Lopes disse...

Leandro e Sabrina, fico muito feliz por haverem gostado! Um beijo pra cada um.

Bezerra Guimarães disse...

É difícil ser feliz...

É de uma responsabilidade tão grande...
Clarice sabia disso...

Beijos!

Renata de Aragão Lopes disse...

Sabemos também...

Obrigada, Bezerra,
pela leitura de um poema
publicado no mês passado!

Um abração!