domingo, 20 de setembro de 2009

Sapiência



_ Quantas primaveras?
_ Bem mais que anos, minha cara.
Flor não é tão rara...


Presente de aniversário.


27 comentários:

andreia inoue disse...

ola,obrigada pela visita,
li uns post's anteriores seus e achei muito legal,irei aparecer muitas e muitas vezes.
um abracao direto da Terra do Sol Nascente!
:)

Tiago F. Moralles disse...

As primaveras rejuvenescem.

marjoriebier disse...

Bom domingo, Re... bj bj

Marcelo Novaes disse...

Renata,




fazer caber tantas primaveras nos poucos anos que se viveu é Arte.





Beijos,






Marcelo.

Eduardo P.L disse...

Renata,

obrigado por me visitar e vim especialmente para dar um forte abraço no seu pai, que tem quase a minha idade!
Parabéns, para ele e para você pelo blog e comentario no meu O ULTIMO BLOG!

Volte sempre!

Marcos Satoru Kawanami disse...

hoje é aniversário do Guilherme de Almeida?

=D
marcos

Rafaela Figueiredo disse...

a sabedoria é bela mesmo...
que lindo!

beijos e obrigada pelas visitas e palavras... caras.
:)

Renata de Aragão Lopes disse...

Andréia, obrigada por vir de tão longe! Espero que retorne!

Sim, Tiago: "as primaveras rejuvenescem"...

Marjorie, bom domingo pra você também! O meu vai ter bolo de aniversário! EBA! : )

Em cheio, Marcelo: mérito de quem sabe "florir" após cada desilusão vivida...

Eduardo, transmitirei o seu abraço! Obrigada.

Não sei, Marcos... Se for, ele faz aniversário junto com meu pai! (risos)

Rafa, obrigada pela visita sempre tão gentil!

Um beijo, gente!

BAR DO BARDO disse...

Por um buquê de primaveras...

Sofia,Pedro e Joana disse...

Obrigada pela visita, Renata, volta sempre!
Já coloquei o teu blog nos meus favoritos :-)
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

NDORETTO disse...

Obrigada pela visita, é sempre um prazer,você sabe.

bjs
Neusa

Adriana Godoy disse...

Então, que venham mais e mais primaveras e os anos não passem tão depressa. Bj

Rê :) disse...

Uêba! É primavera! hehehehe!

Nydia Bonetti disse...

sapiência... que normalmente só se consegue depois de muitas primaveras. :) beijos

Lara Amaral disse...

O importante é que as flores continuem belas e rendam poesia =).
Abraços!

Renata de Aragão Lopes disse...

"Buquê de primaveras": amei, Bardo!

Sofia, Pedro e Joana, espero que vocês realmente me sigam! : )

Neusa, obrigada por sempre retribuir a visita!

Tomara mesmo, Adriana, que os anos passem lentamente e que, para cada contratempo, haja uma primavera em seguida...

Rê, a primavera ainda está chegando! : )

Sim, Nydia... A sapiência exige muitos anos (tempo) e muitas primaveras (superação das dores).

Que as flores brotem sempre, Lara! Dentro de nós...

Um beijo a todos vocês e, mais uma vez, feliz aniversário, papai!

A Moni. disse...

(...)"Há flores em tudo que eu vejo"(...)

Isso é ótimo... Coisa de quem não muda de calçada quando aparece uma flor, tem "amadurescência" pra vivver um grande amor...

Que seja assim... Eu também quero! Por flor, tenho loucura!

Lívia Amarante disse...

Olá! te deixei um selo no meu blog =)

Beijo!

Desengavetados disse...

Que talento!!!!

Adriana Karnal disse...

encontraste uma saída poética perfeita para descrever a idade de um pai...demais Renata.

Renata de Aragão Lopes disse...

Moni, eu lhe desejo primaveras! : )

Lívia, obrigada pelo selo! Irei ao seu blog para conferi-lo!

Andréa, muito grata pelo elogio! Espero que retorne ao doce de lira!

Adriana Karnal, que comentário mais pertinente! : )

Um beijo, queridas!

Talita Prates disse...

Quero ganhar sapiência de presente de aniversário! rs (que, aliás, está chegando... rs).
Lindo, Re, como tudo que fazes!
Bjo grande, amiga!

Lai Paiva disse...

Renata, que gracinha. Desejo muitos primaveras pra todas nós. Beijos

Renata de Aragão Lopes disse...

Não sabia, Talita!
Anuncie a data! : )

Lai, obrigada pelo carinho!
Flores para nós!

Um beijo, amigas!

Clarinhaaa disse...

ahhhhhhhhhhh

virginiana tbm!?!?!?
heheehe
vivaaaa!!!!

bjinhos e tim tim pra nós!!!

Renata de Aragão Lopes disse...

Mantenho o tim-tim,
mas o virginiano
é meu pai! : )

Eu sou de 14 de fevereiro,
dia do amor!

Beijo, Clarinha!

Ariadna Garibaldi disse...

Muito bom! Lembrou-me a minha mãe, que odeia que lhe perguntem a idade, risos. Quando perguntam, ela sempre responde: Quantos você me dá? E sempre dão bem menos que ela tem, então ela diz: Acertou! Idade não é a que se tem, mas a que se aparenta.


Beijos mil

Ariadna Garbaldl